Minha deferência orgânica verde e amarela ao Geddel

Vieira Lima, o ex-ministro de um país que ainda se chama

Brasil.

Neste 7 de setembro suas impressões digitais foram

confirmadas nas notas que somavam mais de 50 milhões

em espécie, encontradas em um apartamento em Salvador.

Minha deferência orgânica verde e amarela ao

Dr. Antonio Palloci, que prestou depoimento ao juiz

Sérgio Moro e com sua habilidade verbal confessou o

pacto de sangue existente entre o ex-presidente Lula e a

Odebrecht.

Minha deferência orgânica verde e amarela a Joesley

Batista, doleiro de luxo, que foi cevado como um porco

para ser abatido pelo mesmo sistema político que ele ajudou

a apodrecer.

Minha deferência orgânica verde e amarela aos

Políticos de má estirpe que fizeram do pais uma propriedade

individual e aos empresários corruptíveis que formaram

essa quadrilha de latrocídas contra o bem público.

 

Por que deferência a seres

tão vis?

Porque é essa é a melhor forma de retribuir neste momento patriótico:

Um sentimento de asco, de cólica e enjoo no dia 7 de setembro.

Que eu possa  oferecer a esses homens citados o que eu tenho

de mais profundo:

Algumas gotas de minha bílis, verde fosforescente e

algumas gramas amarelas do que defequei nesta manhã cívica.

 

(Paulo Atzingen, São Paulo, 7 de setembro de 2017)

Compartilhe:

DEIXE UMA RESPOSTA